sexta-feira, 31 de agosto de 2012

Querido mês de agosto

La fête au village
 
As festas e romarias têm uma função simultaneamente religiosa e social.


A elas afluem, principalmente, no mês de agosto...


os filhos da terra...

 
para alimentar a fé que os liga à sua igreja...

e fortalecer as raízes...

que os ligam ao seu torrão natal.
 
 
 
Em  Travancas...
 

depois da procissão e da missa...


satisfeitas as devoções...



 e cumpridos os votos...
 

dá-se largas à imaginação...
 
à emoção e à alegria...
 
num convívio salutar...




com parentes...

 

e vizinhos amigos.















Todos os anos, em agosto...

Travancas ganha vida com o regresso temporário dos jovens, filhos de um povo que luta para manter vivas tradições e memórias de uma cultura com identidade própria.

Se a maior riqueza de uma região é a sua gente, quanto Trás-os-Montes não perde com a hemorragia demográfica de que padece? Já se fecham hospitais, escolas, tribunais...
 
 
 

A festa, pela madrugada


Conviver, cantar e dançar, no terreiro da capela do Senhor dos Aflitos, altas  horas da noite, é o melhor, para alguns.

A festa robustece velhas amizades e cria outras novas, embora às  vezes se gerem também discórdias, porque o calor aperta e o vinho sobe à cabeça dos romeiros.
 
Chevaliers de la table ronde...



Goutons voir si la bière est bonne et agréable...


Oui, oui, oui!
 
Oh! lá! lá! Pas possible!


Fous moi la paix, nom de Dieu!





On y danse...


Sous le ciel de Travancas...

Pas de chance... hélas!
 

Au clair de la lune
Mon ami Pierrot...
 
















 
 Duas da manhã, bem bom!

Quatro da manhã,bem bom!
 

Ó menina da Camacha
Diz de mim o que quiseres
Menos que não tenho jeito
para agasalhar as mulheres
 

Ó minha mãe deixe, deixe
Ó minha mãe deixe-me ir
Ao arraial das Travancas
Que eu vou
E torno a vir!
 
















Olha o passarinho!

Cú-cú, cú-cú, cú-cú, cú-rú-cú-cú.

 Sobe, sobe
balão sobe!
 
Segredos
 
 
 
Happy end
 
Au revoir



 
 


Obrigado pelas fotos ao Emídio e à esposa, emigrantes em Estrasburgo (França), sem as quais não faria a reportagem.

Nota: Quem está na foto é o Isaac Nascimento! Desculpas aos dois pelo lapso.
 
Montagem e texto: euroluso
 
 
 

4 comentários:

raposo ghislaine disse...

Que bom ter noticias da nossa terra. Continue Sempre e obrigado

Anónimo disse...

Sao tantas as saudades dos velhos tempos em que passavamos o nosso tempo n'a terra com os amigos , primos e familhares ....obrigados de manterem esse fio de lembrencas ... :-D

Anónimo disse...

ja nao sei de que tenho mais saudades se e de beber la uns copos com os amigos no mes de agosto se e das espigas de milho como as que vi a i nas fotos? desde ja os meus agradecimentos por tao nobre publicacao Eduardo alves.

euroluso disse...

Ao senhor Eduardo Alves, de Bruxelas, obrigado pelos comentários que ultimamente tem feito no blogue.